Nov 15

Uma centena

Faltam-me 3 livros para chegar ao 100! Lançei a AC em Setembro de 2012 e agora, um bocadinho mais de um ano depois, estou orgulhosamente feliz com o meu caminho. Sei que tenho os melhores clientes do mundo e sei que gostam do meu trabalho. A prova disso é já ter paginado 100 livros! Livro 25×20 | capa dura impressa | 60 páginas
Nov 12

Madrid

Depois de um mês muito atribulado fui arejar três dias. Já não viajava há dois anos. Quando aterrei parecia que era a primeira vez que o fazia. Apanhámos o dia de N. S. de Almudena. Ruas cheias, gente a cantar e a dançar, muitas flores e animação como aqui não vemos. Foi bom, muito bom. Levei a minha velhinha Olympus. Um bocadinho limitada mas cabe no bolso e em viagem recuso-me a carregar 3kg de material às costas.
Out 28

Luz das nuvens

Ando sem tempo. Para os outros, para a casa, para mim. Ando a mil a trabalhar 15 horas por dia e mesmo assim não estou a conseguir esvaziar o desktop, os cartões e a cabeça. Apercebi-me, este fim de semana, que não o fotografava há 1 mês. Pânico. Parei tudo o que estava a fazer. Deixei a sopa ao lume, o almoço a meio e o telefone a tocar. Peguei na câmera, a correr, com medo que passasse mais um dia sem provas dele, de como em um mês cresceu mais que num ano. Procurei-o e estava assim. No quarto, sentado no chão e rodeado de livros, como adora. Depois foi só aproveitar a luz que as nuvens me davam e comecei a disparar.

Bake Love – Carolina Jacques & Kids

Mais uma sessão para a Bake Love. Mais uma receita facílima e de chorar por mais. Sigam o blog da Kiki, aqui. É dos mais divertidos que conheço!

Mini sessões Natal

Adoro o Natal mas odeio a falta de tempo que traz. As compras a correr, filas sem fim, ideias pensadas à pressa e embrulhos mal amanhados. Gosto de ir cozinhando presentes, magicar surpresas e lamber montras com luzes a piscar e Pais Natal a abanar a cintura. Por isso comecem já a cantar o Jingle Bells e marquem uma mini-sessão.   Haverão 3 até o Menino Jesus nascer. A primeira já dia 26 de Outubro, sábado, outra em Novembro e a última em Dezembro. Em dias a anunciar, atempadamente.   Não têm que vir vestidos a rigor. De xadrez e barrete encarnado. Só quero que se lembrem que a Avó está sempre a pedir fotografias e que a Tia diz que não tem nenhuma do sobrinho na sala. E mais! No fim de cada dia de Mini Sessões vou sortear um livro dos nossos pelas famílias que fotografei. 25×20, 20 páginas e capa dura impressa. Agora só espero que o S. Pedro queira ficar bem na fotografia e nos deixe fazer as nossas em paz. 🙂 Mais informações: afterclickstudio@gmail.com
Out 10

Photobooth

Fizemos um Photobooth na Vendinha das Mães. O resultado foi este. Umas fotografias muito, muito divertidas!

Baby boy

Já tinha fotografado esta família há uns meses. É tão bom, tão bom saber que voltam. Uma casa com um bebé é diferente. Os cheiros, os barulhos, os silêncios, as dinâmicas, as logísticas, os horários. E que saudades que eu tinha de uma casa com um bebé!
Set 26

Santa Cruz

Pensei, pensei e repensei se devia fazer este post. Ser fotógrafo não é só mostrar um mundo cheio de famílias felizes e miúdos loiros de olhos azuis. Ser fotógrafo tem uma carga e uma responsabilidade de que muitos não se apercebem. É retratar o mundo (de alguém). E por mais que esse mundo seja pesado só temos de o suavizar. Conheci a Ana ainda grávida. Encontrou-me porque partilhávamos a mesma história. As duas tínhamos filhos cardíacos. É muito raro acontecer mas o problema era exactamente o mesmo. Encontrou-me pelo blog que, na altura, escrevia. Eu tinha prometido a toda a família que daria notícias diárias do estado de saúde do B quando fosse operado. Coisas da internet e o miúdo ficou mais conhecido que o Tony Carreira. Quando voltámos para casa recebi um mail da Ana. Chorei tanto. Tinha acabado de resolver os piores 2 anos da minha vida e Deus punha-me o M no caminho. Contou-me a história da sua vida e só tinha duas hipóteses: ou lhe mandava na resposta uma lista de médicos e clínicas onde ir ou pedia-lhe que viesse a minha casa conhecer o B. Chegou-me uma miúda de sorriso fácil e conversa leve. Cheguei […]

Há sempre famílias espectaculares para fotografar

Por mais que volte a este jardim não me canso de o ver. Há sempre um recanto novo, umas escadas por onde não tinha passado, um corredor de árvores que começam a perder o verde. E há sempre famílias fantásticas para fotografar. 🙂

Bake Love – Ana Lemos & Kids

Estou felicíssima! É verdade que não preciso de muito para me rir e quem me conhece sabe que sou de gargalhada fácil mas hoje estou radiante.Estava de férias quando fui convidada para fazer parte deste projecto que adoro desde o primeiro minuto e de imediato, como se tivesse a ser pedida em casamento, disse “sim!”. Espero que o enlace dure a vida toda e que daqui nasça uma prole sem fim. A única certeza que tenho é que os nossos filhos vão ser doces, doces e que eu vou precisar de um nutricionista. 🙂   Muito obrigada gigante à Ana que me convidou e acreditou que eu era capaz mesmo sem me conhecer! Sigam a Ana Lemos e a Bake Love. Isto promete! 🙂 A receita, também podem vê-la aqui.

DS em Lisboa

Finalmente consegui que alguém embarcasse nas minhas ideias. 🙂 Uma despedida de solteira não tem que ser só num único lugar. Andámos a passear por Lisboa e foi tão divertido! Nunca se lembraram de tirar uma fotografia com o Marquês de Pombal, pois não? 🙂
Set 16

Foi hoje

Foi hoje. O dia que há tanto tempo esperávamos. Primeiro ansiávamos que o dia chegasse, sinal de que já tudo estava bem depois tremíamos só de pensar na possibilidade de lá chegar. Nasceu em Janeiro de 2011. Um mês antes descobriram que o coração tinha algumas malformações. De início era um problema perfeitamente resolvivel, nasceria e viria para casa com ele até ser altura de o corrigir. Nada disso. A cada ecografia, exame e teste o problema ia aumentando de tamanho. Só podíamos esperar. Faltava um mês para o conhecermos e não havia nada que pudéssemos fazer até lá. Não googlámos. Esperámos com a certeza de que tudo o que viesse viria bem, porque era nosso filho. Tivemos tanto medo. O problema diagnosticado vem, maioritariamente, associado a Trissomia 21. Por isso tudo o que sabíamos era que tinha uma aurícula, em vez de duas, havia comunicação entre os ventrículos, só tinha uma válvula (que fazia as vezes da mitral e da tricúspide), que a aorta era muito estreita e que possivelmente tinha T21. Nasceu a 24 de Janeiro rodeado de médicos de capa, sem T21. Fomos presenteados com os melhores do país, para nós os melhores do mundo. Só o […]
Set 12

Casamento M & S

Não foi o primeiro casamento que fotografei onde era convidada e fotógrafa. Apesar de haver muitas distracções para onde quer que olhe é muito engraçado trabalhar com a família toda a ver. 🙂  

DS no Meco

Estava de férias na Ericeira e aquela semana estava especialmente cinzenta e fria. Mal passei a Malveira vi o sol. A época das despedidas de solteira continua em força. Nunca tinha ido ao Meco (shame on me!) e, naquelas bandas, o dia estava assim. Encontrei-as cansadas 🙂 Já era o último dia de um fim de semana, que deve ter sido muito animado. Mas nem assim deixaram de estar muito bem dispostas e mesmo debaixo de um sol a ferver alinharam em todas as ideias. Se me casasse outra vez fazia umas placas destas! 🙂
Set 03

Fim de férias e princípio de muitas coisas boas

Voltámos do 2nd round de férias. O B andou radiante, felicíssimo da vida. Achei que numa casa com tanta gente ia soltar a língua mas ainda nada. É o maior palhaço e adora fazer de macaquinho amestrado quando lhe pedem as graças todas seguidas. Fomos o toldo mais visitado da praia. Não gosto de me gabar disso porque as razões não foram as melhores mas gosto de me lembrar da reacção de todas aquelas pessoas que o viram pela primeira vez depois de ter sido operado, em Fevereiro. Era um misto entre “não é possível” e “extraordinário”. E isso deixa-me tão contente! Foi tempo de parar e fazer balanços. Do que passou e do que vem. Do que correu bem e do que se pode fazer melhor. Por mais que tentasse largar o vício acho que trabalhei todos os dias. E-mails, sessões, edições e surpresas. Setembro chegou cheio de trabalho, muitas sessões, casamentos, parcerias e coisas tão boas a acontecer. Mal possa conto tudo. Daqui a 15 dias talvez volte a ser um dos dias mais difíceis da minha vida. Depois de mais de dois anos e meio o B pode, finalmente, ir para o colégio. Foram dois anos intensos, complicados, […]
Ago 13

Antes das férias

Já estamos de férias! Trouxemos o mau tempo, andamos de casaco e temos menos 15 graus que em Lisboa mas há-de melhorar. Antes de virmos fomos fazer um pic-nic no Jardim da Estrela.

Jardim Botânico

Uma sessão com um barrigão não tem que ter poses para se ver o tamanho. Pode ser tão natural como brincar com um filho ou passear num jardim. Nunca tinha ido a este e quero voltar rapidamente e demorar-me.
Jul 23

Home sweet home

Fui de férias com esperança de descansar, muito. Já tinha prometido (a mim mesma) que quando voltasse ia pintar metade da casa. Adoro-a, tem uma luz que se encontra em poucas mas tem dois “senãos”. É o último andar e é virada para todos os pontos cardeais. Resultado: um forno no verão, um gelo no inverno e humidade que não acaba mais. Há seis anos fizemos obras a fundo. Tudo a baixo e resconstruído de novo. Há três, o B estava quase a nascer e pintei as salas, o quarto dele e a casa de banho. Agora, voltei a precisar de pintar algumas divisões. Corredor, meu quarto, casa de banho, cozinha e meu escritório. Aproveitei que o L ia estar fora a semana toda em trabalho e pus mãos à obra. Literalmente. Raspei, lixei, betumei, pintei e decorei, lavei, limpei e arrumei. As paredes e os tectos estavam pretos e amarelos de humidade. Houve sítios que precisou de 3 demão mas, no fim, ver a minha casa limpa e sem fungos é chegar ao fim da semana com a sensação de dever cumprido e sem vergonha de voltar a ter os jantares semanais que tanto adoramos! A casa de banho […]
Jul 16

Férias

Este ano não fomos para a praia. Estivemos rodeados de campo e animais. Aproveitámos para passear e ver alguns sítios que de outra maneira não veríamos. Ponte de Lima, Ponte da Barca, Arcos de Valdevez, Viana do Castelo e Santiago de Compostela. A câmara andou sempre ao pescoço. O B andou felicissimo no meio dos primos. Depois de dois anos “à parte” de vida social com crianças pode finalmente ter companhia para brincar sem “pânicos” dos pais. 🙂

Primos

São primos e vêm-se pouco. Os muitos quilómetros que os separam não os deixam estar mais vezes juntos por isso, quando estão em Portugal de férias, é a desforra total. Nunca tinha fotografado no Parque das Nações. Como era fim de tarde e junto ao rio, imaginei que as fotografias fossem quentes. Enganei-me. Não me lembrei que é maioritariamente de cimento e calçada portuguesa o que lhe dá uma luz branca fantástica.