Babyboom

Não tenho cartões de memória nem força no indicador suficientes para acompanhar o babyboom que se instalou à minha volta! 🙂

Babyshower Carminho

Não sei o que vos diga deste babyshower… Também tive um, em tempo dele :), e não tirando o mérito às minhas 15 amigas que, do nada, me fizeram uma surpresa, se desdobraram e o organizaram deixando tudo o que era hormonas em mim, aos saltos, tenho a certeza que ficaria, também eu, saltitante se tivesse um assim, em tempo dele 🙂 Vejam mais fotografias e o texto sobre este babyshower, aqui, no Blog da Carlota. 🙂 Facebook | Instagram | Pinterest

Cascais

Estava completamente rota, cansada, com a vida ao contrário. Saí de casa rumo a Cascais, um calor de morte. Cheguei ao lugar combinado. Ainda bem que se atrasaram 10 minutos para poder respirar o ar do campo com cheiro a maresia. Vou sempre com nervoso miúdinho para cada sessão. A pensar em planos, luzes, cores, se colaboram, se as crianças engraçam comigo, se vão gostar do resultado. Chegaram e eu, que falo em doses normais, em todos os inícios de shootings, falo que nem uma louca. Se é a primeira vez, o que fazem, como se conheceram, se estão confortáveis, como são os filhos, quando nasce o próximo. Volto a ter 5 anos e fazer as mesmas macacadas que os miúdos fazem. A meio já sabem de cor a minha vida transparente e eu já sei que os quero seguir e saber deles até onde me deixarem. Defeito desta vida de conhecimentos fugazes. No fim já nas despedidas com a vontade que aquele fim de tarde se prolongasse pela noite dentro, oiço: “Mãe, a tia Inês pode vir para nossa casa?” <3 Vale tanto a pena esta vida tão louca!

Mini Sessões Dia do Pai

Há os que sempre o quiseram ser, os que foram apanhados de surpresa, os que processam 1000 vezes a ideia, os que ainda não conseguiram ser, e os que são de outros. Há os ausentes, os presentes, os autoritários, os permissivos, os insensíveis, os esforçados, os adultos, os teenagers, os mais infantis que a prole e os prematuramente velhos. Os pacientes, os impacientes, os aluados e os de pés na terra. Os nervosos, os que vivem em pânico, os descontraídos, os quero-lá-saber e os que querem saber tudo. Os que fazem distinção e os que não os distinguem. Os que vibram com o primeiro dente, os participativos, os que não se lembram em que ano o foram e os que não sabem o nome do pediatra. Os cool, os retro, os hipster, os na moda, os postos em linha e os desalinhados. Os mãos largas e os fonas. Os workaholics e os que davam tudo para ficar em casa a lamber a cria. Os bem dispostos, os amuados, os mau-feitio e os tudo-na-boa. Por mim, venham como quiserem, tenho Mini-Sessões para todos os gostos e as Mães também podem entrar, que sem elas não eram Pais!  Dias 22 e 23 […]

4

4. Quatro rapazes lindos de morrer. Uns Pais perfeitamente tranquilos e tão apaixonados pelo mais novo como se fosse o primeiro. Uma sessão de família, com os 6 onde só mostro 3. Apesar de só poderem conhecer o meu trabalho se o mostrar há muitos clientes que não gostam de aparecer e não gostam da exposição dos filhos num blog. Tenho pena mas respeito, sempre a decisão a 100%.  Facebook | Instagram | Pinterest