Mar 04

HBday

Faz um ano a minha gorda mais querida. Não tenho para eles sonhos nenhuns quando nascem. Só sonho que o momento se prolongue o mais que a minhas hormonais deixarem. Sejam o que quiserem, da maneira que quiserem. Como ainda não consigo completar as linhas de um qualquer caderno do bebé quando me pergunta as aptidões – por não ter, ainda, um qualquer conjunto de caracteristicas que me façam decifrar uma inclinação para o futuro – só lhe consigo esboçar, a lápis e ao de leve para que não se prepetue, um “maluca”🙂 É completamente chanfrada. Atrás daqueles olhos redondos, boca pequena e bochechas carnudas está uma cabeça completamente desvairada. Mesmo. Tem tanto de doce como de raivosa, tanto de simpática como de estuporada, tanto de calma como de eléctrica. Sempre, sempre com graça. Tenho todas as madeiras de casa roídas e conseguiu comer boa parte da esferofive do parque onde, obviamente, brinca o que – só isto – já lhe confere algum grau de loucura. Vive para arrancar os óculos ao Bartolomeu – coisa que, aparentemente e ainda, ele acha graça, para lhe bater, para lhe morder os sapatos, para lhe roubar comida, para o acordar, para lhe arrancar cabeças aos bonecos preferidos – temos pena, não sejas mole, miúdo, ela vai fazer de ti o que quiser, mexe-te!

Nada disto me admira muito. Há um ano estávamos sem carro e fiz 3 viagens de metro com contracções de 5 em 5 minutos. Para maluco, maluco e meio:)

Love you my crazy girl ♥

12794915_1077262282325882_6403188520449235584_o

 

About the Author:


Leave a Comment!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *